DSpace
 

DSpace da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul >
CCBS - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde >
CCBS - Teses e dissertações defendidas em outras instituições >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.cbc.ufms.br:8080/jspui/handle/123456789/2455

Título: Programa de intervenção na família no contexto da deficiência mental: um espaço para promover mudanças
Autores: Marcheti, Maria Angélica
Orientadores: Mandetta, Myriam Aparecida
Chaves: Família
Families
Enfermagem
Practical Nursing
Enfermagem Familiar
Family Nursing
Crianças Deficientes Mentais
Children With Mental Disabilities
Resiliência (Traço da personalidade)
Resilience (Personality trait)
Data de Emissão: 2012
Resumo: Introdução: O diagnóstico de deficiência mental de um filho desencadeia sofrimento profundo na família, pois altera para sempre a história e interações familiares. Estruturar uma proposta de intervenção com essas famílias para apoiar seus esforços e fortalecer sua resiliência torna-se um desafio para os profissionais da área da saúde. Objetivos: Construir e implementar um programa de intervenção na família no contexto da deficiência mental para promoção de suas forças e resiliência e compreender a experiência vivenciada pela família a partir das intervenções realizadas. Método: O marco teórico que fundamentou o Programa de Intervenção na Família no Contexto da Deficiência Mental (PIFCDM) foi embasado nos pressupostos do Interacionismo Simbólico, no Conceito de Vulnerabilidade da Família e no Modelo de Resiliência. O PIFCDM foi implementado com nove famílias que vivenciavam o contexto da deficiência mental de um membro atendido na Associação Pestalozzi e no Ambulatório de Pediatria do Hospital Universitário, em Campo Grande, MS. Após receberem alta do programa, oito famílias participaram de entrevista individual semiestruturada. Os dados foram analisados de acordo com o método da pesquisa de narrativa. Resultados: A análise evidenciou três temas explicativos da experiência da família no contexto da deficiência mental e das intervenções realizadas no PIFCDM: a vida familiar moldada pelo contexto da deficiência mental do filho, em que a família revela seu sofrimento e os desafios para lidar com as adversidades; o PIFCDM como espaço para mudanças, permitindo à família ressignificar a experiência, refletir sobre suas crenças, valores e atitudes e efetuar mudanças nos padrões organizacionais e na maneira de interagir com a situação; e a vida familiar restaurada em consequência das mudanças efetuadas, tornando a família fortalecida para a resolução dos desafios vivenciados e encorajada para os enfrentamentos futuros. Conclusão: Estudos com foco em intervenções permitem a identificação de melhores práticas, sendo fundamentais para promover avanços na área de enfermagem da família.
ABSTRACT - Background: The diagnosis of mental disability in a child triggers deep distress in the family, as it forever alters family history and interactions. Designing a proposal for intervention among these families in order to support their efforts and strengthen their resilience is a challenge faced by healthcare professionals. Objectives: The purposes of this study were to design and implement a program for family intervention in the context of mental disability so as to promote family strength and resilience and to clarify how family members experienced these interventions. Method: The theoretical framework underlying the Family Intervention Program in the Context of Mental Disability (termed PIFCDM in Portuguese) drew on assumptions of Symbolic Interactionism, the Concept of Family Vulnerability, and the Family Resiliency Model. The PIFCDM was implemented for nine families experiencing the context of mental disability in one of their family members, who was receiving care at the Associação Pestalozzi and the Pediatric Outpatient Clinic of the Hospital Universitário in Campo Grande, Mato Grosso do Sul state, in west-central Brazil. Semi-structured interviews were conducted with eight families upon discharge from the program. The data thus collected were interpreted in light of the narrative inquiry method. Results: Data analysis revealed three themes emerging from the families’ experiences in the context of mental disability and PIFCDM interventions— namely, ‘Family life shaped by the context of the child’s mental disability,’ in which families reveal their distress and challenges in dealing with adversities; ‘The PIFCDM as a setting for change,’ allowing families to reframe their experiences, reflect on their beliefs, values, and attitudes, and make changes to organizational patterns and to the manner of interacting with the situation; and ‘Family life restored’ as a result of effected changes, making the family stronger for resolving challenges and encouraged regarding future confrontations. Conclusions: Studies focusing on interventions allow best practices to be identified, being thus central to advancements in the area of family nursing.
Aparece nas Coleções: CCBS - Teses e dissertações defendidas em outras instituições

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
MARIA ANGÉLICA MARCHETI.pdf1.69 MBAdobe PDFVer/abrir
Visualizar estatísticas

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.

 

Copyright � 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.