DSpace
 

DSpace da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul >
Teses e dissertações defendidas na UFMS >
Programa de Pós-graduação em Eficiência Energética e Sustentabilidade >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufms.br:8080/jspui/handle/123456789/2605

Título: Relações de poder e representação de assentados rurais com os movimentos sociais de luta pela terra, o estado e seus programas de habitação rural em Mato Grosso do Sul
Autores: Pereira, André Vilela
Orientadores: Yuba, Andrea Naguissa
Chaves: Reforma Agrária
Land Reform
Sustentabilidade
Sustainability
Assentamentos Humanos
Human Settlements
Data de Emissão: 2015
Resumo: Este trabalho aborda o processo de empoderamento dos cidadãos atendidos por programas de assentamento rural. Foram utilizados como referência conceitos de desenvolvimento alternativo e visões da sustentabilidade política e da ecologia dos pobres, articulados com o debate sobre a reforma agrária no Brasil e no Estado de Mato Grosso do Sul. Estabeleceu-se, assim, um patamar conceitual para a análise das realidades de dois assentamentos em Mato Grosso do Sul, a partir de entrevistas realizadas com lideranças destes locais, aprofundando as reflexões sobre as diferentes relações de poder manifestadas entre os indivíduos e outros atores – movimentos sociais, comunidade e Governo Federal –, de forma a identificar cenários que atrapalhem ou auxiliem o processo de empoderamento dos assentados. No desenvolvimento, observaram-se relatos que unem os diferentes entrevistados nas dificuldades impostas pela burocrática e fragmentada implantação dos assentamentos, bem como no acesso a programas habitacionais e de assistência rural, mas que se distinguem nos modos de atuação e organização social de seus grupos, o que impacta diretamente no poder destes em sua relação com o Estado.
ABSTRACT - This paper addresses the process of empowerment of citizens served by rural settlement programs. Alternative development concepts and visions of political sustainability and the ecology of the poor were used as reference, linked to the debate on land reform in Brazil and in the State of Mato Grosso do Sul. It was established thus a conceptual level to analyze the realities of two settlements in Mato Grosso do Sul, based on interviews with leaders of those areas, deepening the reflections on the different relations of power structured between individuals and other stakeholders - social movements, community and federal government - in order to identify scenarios that helps or jeopardize the empowerment of the settlers. It was observed reports that unite the different settled interviewed in the difficulties imposed by bureaucratic and fragmented implementation of settlements and access to housing programs and rural assistance but distinguishes modes of operation and social organization of their groups, which directly impact on the power of these groups in their relationship with the state.
Aparece nas Coleções: Programa de Pós-graduação em Eficiência Energética e Sustentabilidade

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
ANDRÉ VILELA PEREIRA.pdf1.18 MBAdobe PDFVer/abrir
Visualizar estatísticas

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.

 

Copyright � 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.