DSpace
 

DSpace da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul >
Teses e dissertações defendidas na UFMS >
Programa de Pós-graduação em Agronegócios >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufms.br:8080/jspui/handle/123456789/827

Título: Sistema agroindustrial da carne ovina em Mato Grosso do Sul: uma abordagem da nova economia institucional
Autores: Sorio, Andre Macieira
Orientadores: Fagundes, Mayra Batista Bitencourt
Chaves: Ovinocultura
Economia Agropecuária
Economia Institucional
Data de Emissão: 2009
Resumo: O rebanho ovino de Mato Grosso do Sul (MS) é o maior fora das regiões tradicionais de produção e é o 8º maior do Brasil Em MS os produtores estão organizados em associações e núcleos. São inúmeros os órgãos de apoio, pesquisa e fomento à ovinocultura. O Governo Federal tem legislação que normatiza a produção de ovinos. O Governo Estadual mantém programas de estímulo à atividade. No entanto, a importação de carne ovina é crescente e o abate clandestino é uma tradição que se mantém, de forma que existem fatores que prejudicam a expansão da cadeia produtiva. Foi realizada uma pesquisa exploratória e descritiva de natureza qualitativa entre os meses de novembro de 2007 e janeiro de 2009. O objetivo foi descobrir os fatores, institucionais e organizacionais, que influenciam o funcionamento da cadeia produtiva da carne ovina em MS. Apesar do ambiente favorável à expansão da produção de carne ovina, persistem reclamações generalizadas de produtores e indústrias a respeito do funcionamento da cadeia, cuja coordenação ocorre totalmente via preços de mercado, com elementos mínimos de cooperação. A assimetria sobre as informações da cadeia produtiva é grande e isso favorece o aparecimento constante da característica denominada oportunismo. A falta de coordenação e o abate clandestino são as maiores limitações ao desenvolvimento do sistema agroindustrial da carne ovina em MS.
Mato Grosso do Sul´s sheep herd is the largest outside the traditional production areas and the 8th largest in Brazil. In MS the sheep breeders are organized in associations. Many authorities, public and private, give support, research and promotion to sheep. Federal Government has laws to standardize the sheep production. State Government maintains programs to encourage this activity. However, sheep meat importations are increasing and the illegal slaughter is a tradition that remains, so that there are factors that affect the productive chain expansion. It was made a qualitative research, through interviews with production chain key elements, direct observation of the chain stages and use of secondary sources information, between November 2007 and January 2009. The objective was to discover the factors, both institutional and organizational, influence the lamb productive chain functioning in MS. Despite the favorable environment for lamb production expansion, still widespread complaints of both farmers and industries regarding the chain operation, which is fully coordinated by market prices with a minimum of cooperation. The information asymmetry in the chain is very big, and this favors the appearance the feature called opportunism. Both lack of coordination and the illegal slaughter, are the major constraints to lamb meat agribusiness system development in MS.
Aparece nas Coleções: Programa de Pós-graduação em Agronegócios

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Andre Macieira Sorio.pdf503.14 kBAdobe PDFVer/abrir
Visualizar estatísticas

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.

 

Copyright � 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.